segunda-feira, 20 de novembro de 2017

RELATÓRIO “TERRITORIALIDADES NEGRAS”

TÍTULO DO PROJETO: Projeto Diversidade e Sustentabilidade no Mundo da Imaginação da Cultura Afro-brasileira

  1. Identificação: Instituto Estadual de Educação Dr. Carlos Chagas – Canoas (RS)

  1. Apresentação

O projeto tem por objetivo geral dinamizar assuntos sociais associados à cultura afro-brasileira, através da conscientização desta mesma cultura, com a contação de histórias e utilização de materiais que seriam descartados, transformando-os em verdadeiras obras de arte, através da reciclagem. Da mesma forma, vem trabalhar a legislação vigente, com a finalidade de reflexão e conscientização acerca da cultura afro em sua totalidade. A participação da comunidade escolar nas atividades programadas também é essencial para o desenvolvimento integral do projeto, envolvendo todos os segmentos.

  1. Introdução

Para a execução do projeto, farão parte turmas do Ensino Médio - Curso Normal e do Curso Normal AE – aproveitamento de Estudos. As disciplinas envolvidas serão: Didática de Ciências da Natureza, Didática do Ensino Religioso, Didática de Arte e Educação, Literatura Infantil, Estrutura e Funcionamento do Ensino e Didática das Ciências Humanas.

Tem como objetivos específicos confeccionar os personagens do livro “Zabelê Beremi Bambata”, com sucatas; organizar uma Hora do Conto sobre o livro e identificar e apresentar a importância pedagógica dos materiais confeccionados com sucatas.

Analisando a proposta efetivada com a Lei 10.639/03 se faz necessário a aplicação e a prática do conhecimento da cultura afro-brasileira no Ensino Médio - Curso Normal e do Curso Normal AE – aproveitamento de Estudos, desenvolvendo atividades educacionais sobre o tema de uma maneira lúdica envolvendo outras áreas do conhecimento, como a sustentabilidade.

  1. Descrição das atividades

# Trabalho Interdisciplinar;
# Palestra e estudo sobre a Lei 10.639/03;
# Utilização de metodologia lúdica;
# Exploração de Literatura que trabalha o conteúdo em enfoque;
# Atividades teóricas e práticas do conhecimento da cultura Afro-brasileira;
# Investimento na formação das futuras professoras.

  1. Pontos Fortes do Projeto

O projeto possui vários pontes fortes, enfatizando sempre a questão da valorização do patrimônio cultural afro-brasileiro e reconhecer a contribuição da população negra à sociedade brasileira, dando visibilidade a sua história como promotores de práticas que vem a contribuir com a sociedade como um todo.

Destaca-se o conjunto de ações pedagógicas, tanto teóricas quanto práticas, que foram desenvolvidas, de maneira que se permitisse pensar as dimensões associadas à implementação da lei 10.639/2003 no currículo escolar, combatendo toda e qualquer prática discriminatória e racista, com atividades que envolveram a comunidade escolar.
                                              
Na compreensão de a escola  permitir compreender a história dos sujeitos, os conteúdos tomaram uma dimensão interdisciplinar, reflexiva e transformadora.   A partir do planejamento das ações que fizeram parte do projeto: palestras, debates, atividades artísticas e exposições de trabalhos, foi possível implementar um trabalho realmente político e cultural.

  1. Considerações Finais e Oportunidades de Melhoria

As relações étnico-raciais existentes no país têm um espaço privilegiado para a sua redimensão no espaço escolar. O projeto respondeu de maneira satisfatória ao processo de sensibilização em relação à necessidade do tratamento da questão étnico-racial no cotidiano escolar, em especial para as alunas do Curso Normal.

Assim, foi possibilitado um conjunto de expectativas no que se refere à formação de professores na área temática, objeto do programa. Também muitos conhecimentos foram construídos em relação ao tratamento de temáticas mais complexas como, por exemplo, a religiosidade de matriz africana, as africanidades a diversidade no seio da própria população negra; o aprofundamento de conteúdos .

A produção de materiais didáticos com foco na história e cultura afro-descendente e africana, permitiu que o projeto viesse a contribuir com todos os envolvidos, além de envolver a instituição em sua totalidade.


  1. Anexos