quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Projeto: “Reflexão e ação” na construção ideológica e cultural - Positivismo de Comte

Turma :116
10 de setembro de 2014

Turma :117
11 de setembro de 2014


Monumento Julio de Castilhos 
Pretendia-se ilustrar idealizadamente três momentos da vida do homenageado: a fase da propaganda republicana, a fase da organização do governo positivista no Estado e a fase posterior à sua retirada do governo.

Museu Júlio de Castilhos
É o museu mais antigo no Rio Grande do Sul, fundado em 1903, em homenagem ao líder político, que se baseou nas teorias positivistas para governar, Júlio de Castilhos.












Biblioteca Pública do Estado
Sua fachada é contornada por 10 bustos dos patronos do calendário positivista, que caracterizam os diversos aspectos do conhecimento 

 Palácio Piratini
As esculturas que representam a Agricultura e a Indústria estão na fachada principal, colocadas sobre pedestais entre as três portas externas, conforme inclinação do Positivismo gaúcho em exaltar, através da estatuária da fachada, atividades econômicas que aludiam ao progresso.

Memorial do Rio Grande do Sul
A idéia de mostrar nas esculturas as expectativas dos imigrantes agradava o governo positivista, pois, havia no início do século XX, uma política de incentivo à imigração e sua integração à economia colonial.

sábado, 6 de setembro de 2014

Analise de algumas teorias de Aristóteles, como base para a reflexão dos fatos atuais.

Turma: 105
Os alunos analisaram algumas das teorias de Aristóteles sobre o comportamento humano ( ética, política, economia), utilizando-as como base para a reflexão de alguns fatos publicados no Diário de Canoas, por ser um jornal que trabalha com episódios da cidade e com assuntos que ocorrem pelo mundo, objetivando “comparativos sociais” para a elaboração de um jornal, por parte dos alunos, com as reportagens escolhidas e as suas devidas mediações interpretativas e filosóficas.
                                                                                                                       Prof. Diana de Castro













domingo, 24 de agosto de 2014

Projeto: “Reflexão e ação” na construção ideológica e cultural.



Turmas: 116/117 - Curso Normal - 2014

Professores: Ana Flávia Amaral, Camila Silva, Carmem Lopes, Diana de Castro, Eliane Altnetter, Eutília Greco Xavier, Lilian Braun, Lisete Tofell Lussane, Dânia Mras e Neiva Uritz.

Disciplinas envolvidas no projeto: Inglês, História, Língua Portuguesa, Filosofia, Literatura, Artes, Física, Química e Seminário Integrado.

Objetivo geral: Refletir e analisar, na visão Positivista de Comte, os monumentos históricos encontrados nas principais praças do centro de Porto Alegre, e descrever, factualmente, os objetos que fazem parte do acervo do Museu Júlio de Castilhos, objetivando a ampliação da cultura individual dos alunos do Curso Normal.
Objetivos específicos:
Ø  Conhecer e analisar os principais monumentos históricos e arquitetônicos do centro de Porto Alegre, utilizando-se da teoria Positivista de Auguste Comte.
Ø  Refletir e descrever factualmente os objetos em exposição no Museu Júlio de Castilhos, identificando-os como bens culturais importantes para a formação social.
Ø  Fotografar todos os caminhos percorridos, destacando os monumentos históricos das praças e os prédios com características positivistas, utilizando-os como materiais para a produção dissertativa.
Ø  Elaborar e organizar blogs, objetivando a ampla exposição das atividades realizadas no decorrer do projeto.
Desenvolvimento:

1ª etapa: Elaboração individual dos blogs pelos alunos. (agosto)

2ª etapa: Visitação guiada no Museu Júlio de Castilhos, paralelo a visualização dos monumentos históricos e arquitetônicos, com acompanhamento das explicações de um folder organizado pelos professores. (setembro)
·         Turma 116, visitação no Museu marcado para o dia 10/09 às 15h30min.
·         Turma 117, visitação no Museu marcado para o dia 11/09 às 15h30min.

3ª etapa: analisar e descrever sobre os objetos encontrados no Museu, destacando sua história (alguns objetos serão trabalhados na aula de Física), e sobre os monumentos históricos e arquitetônicos fotografados pelos alunos, utilizando a teoria positivista de Comte (setembro/outubro).

Avaliação: Serão realizadas análises, por escrito, das imagens fotográficas feitas pelos alunos. Na área das linguagens (Artes, Língua Portuguesa, Literatura e Inglês) será avaliado a correção dos textos escritos, a qualidade das fotografias e o uso da conotação dos textos com caráter literário.
             Na área das Humanas (História e Filosofia) serão analisadas as mesmas imagens desenvolvendo textos comparativos com as ideologias estudadas nos textos de Auguste Comte (Positivismo), e os fatos históricos relatados nos objetos encontrados em exposição no Museu Julio de Castilhos.
             Na área das Ciências da Natureza ( Química e Física) serão analisados o efeito do tempo e da ação da chuva nos monumentos expostos nas praças de Porto Alegre; e também avaliados os efeitos dos produtos químicos nas pichações, na Química. Na Física será avaliado os objetos  em exposição do Museu, na intensidade da força exercida para a realização das tarefas as quais se destinavam.
             No Seminário Integrado serão elaborados blogs sobre os assuntos trabalhados neste projeto.
“Os prédios positivistas do centro de Porto Alegre pertencem a nós, porque contam uma importante fase da História do Rio Grande do Sul, da consolidação desse estado. Levar os alunos até estes locais pode ser um bom meio de discutir essa consolidação.” (Rafael Burd)

Documento: Arquivo Histórico de Torres
Catalogação: 

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Grilo Falante: Universo da Matemágica


Turma envolvida: 207- Curso Normal
Professora Orientadora: Lisete Tofel Lussani
Professores Apoiadores: Douglas Angeli e Diana de Castro

Investigando Alturas: Trigonometria, Instrumentos Científicos e Modernidade

Justificativa:
 
 
  Hoje em dia é possível fazer medições cada vez mais precisas, graças aos modernos equipamentos de medição e ao desenvolvimento de sistemas de posicionamento, como o GPS – do inglês Global Positioning System -, que é baseado em satélites.
  Nossa familiaridade com as tecnologias é algo próprio da modernidade, nascida das tensões entre os pensamentos medieval e moderno.
  Neste projeto os alunos terão oportunidade de descobrir como medir a altura de objetos, por exemplo, prédios, postes de iluminação, rios e etc., refletindo sobre o uso das tecnologias numa perspectiva sócio-histórica.

Objetivos Específicos:
- Aprender a medir altura com o auxílio do Teodolito ou Astrolábio;
- Executar projeto a partir de pesquisa de campo;
- Construir maquete;

- Analisar criticamente o avento da modernidade.





BARRETO, Benigno; XAVIER, Claudio.Física aula por aula:Mecânica. 1.Ed. São Paulo: FTD, 2010.
CASTRUCCI, Beneticto; JUNIOR, José Rui Giovani. A Conquista da Matemática. Ed. FTD


Confecções das Maquetes.